Zox na Mídia

Criptomoeda

Como investir em Bitcoin? Confira o passo a passo

Publicado

em

Bitcoin é uma criptomoeda que ficou extremamente popular nos últimos anos, em especial devido a sua valorização perante ao mercado financeiro e pelo fato de que diversas empresas passaram a aceitar essa moeda virtual como forma de pagamento. Sendo assim, se você não quer ficar de fora e deseja aprender mais sobre o que é considerado o futuro do mercado financeiro, neste artigo, te explicaremos basicamente tudo o que você precisa saber sobre como investir em Bitcoin, confira abaixo!

Veja também:
Cartão de crédito Trigg Batman – Veja como funciona
Cartão de crédito Trigg Aquaman – Tire todas as suas dúvidas
Cartão de crédito Trigg Superman – Tire todas as suas dúvidas

O que é o Bitcoin?

Como dito anteriormente, o Bitcoin é uma criptomoeda, ou seja, uma moeda feita para ser usada em transações virtuais sem que seja preciso emitir a versão física dela. Dessa maneira, para atestar a segurança de todos as negociações realizadas através dele, o Bitcoin precisou criar um sistema de criptografia (prática que garante a segurança online) e de descentralização da moeda (para que ela não seja afetada por decisões ruins de pessoas únicas ou de países, por exemplo).

Nesse contexto, podemos dizer que o Bitcoin está por todo o mundo através do blockchain, uma rede que conecta diversos computadores que estão espalhados por todo o planeta. Isso acontece para que quase qualquer pessoa possa colocar de forma online as transações que foram feitas por ele próprio. No entanto, para atestar se essas informações são verdadeiras, existem “nós” (diversos computadores conectados na rede) que processam as informações mais de uma vez.

Bitcoin é seguro?

O Bitcoin é uma criptomoeda que foi criada para ser 100% segura em suas transações comerciais. Nesse contexto, como visto anteriormente, existem diversas ferramentas de segurança criadas, por exemplo, a criptografia usada, o blockchain e o próprio sistema de transações que funciona como uma biblioteca democrática e que, por isso, os próprios usuários podem atestar a veracidade das informações que estão sendo prestadas.

No entanto, assim como acontece com outros investimentos, o Bitcoin apresenta riscos e, sendo assim, existem algumas coisas que precisam ser consideradas antes que você compre as suas primeiras unidades de Bitcoin. São elas:

  1. A venda de Bitcoin não é regulamentada pelas entidades financeiras reguladoras de transações internacionais. Sendo assim, caso aconteça algum problema (por exemplo, de golpe por parte de alguma corretora ou de desvalorização excessiva da moeda), você pode ficar desamparado;
  2. Não é possível – ainda – fazer compras usando o Bitcoin em nenhuma loja de país algum. No entanto, o cenário nem sempre foi esse, pois a Tesla já aceitou a criptomoeda como pagamento pelos seus carros e a Amazon já estudou aceitá-la, portanto, pode ser que isso mude em um futuro próximo;
  3. É difícil avaliar as tendências do mercado de Bitcoin porque, por ele não ter ligação com país algum, às vezes ele não segue as altas ou baixas do mercado financeiro;
  4. Muita gente acredita que o Bitcoin é uma “bolha financeira” (leia os argumentos prós e contras e tire sua própria conclusão);
  5. Você não tem garantia do Fundo Garantidor de Créditos (FGC). Sendo assim, caso aconteça alguma coisa com o Bitcoin e ele desvalorize muito de uma hora para outra ou você seja lesado em alguma transação comercial, pode ser difícil garantir que você vai receber de volta o seu investimento;
  6. Diferentemente de investimentos que são regulamentados, o Bitcoin não tem limite de oscilação e, sendo assim, pode desvalorizar muito de um dia para o outro (e também pode valorizar muito em um curto intervalo de tempo); 

Como aprender mais sobre Bitcoin?

Antes de comprar as suas primeiras unidades de Bitcoin, é muito importante que você estude um pouco sobre esse mercado de criptomoedas. Isso porque, tendo em vista que esse dinheiro online é uma prática financeira recente e que nem todas as manobras são intuitivas o suficiente para que o cidadão médio consiga entender de forma fácil, se você entrar desassistido, pode ser que perca dinheiro. Assim, para te ajudar com isso, selecionamos algumas fontes que você pode usar para pesquisar mais sobre o tema:

  1. Pesquise em blogs financeiros da sua confiança: hoje em dia, existe muito conteúdo financeiro na internet e, sendo assim, você pode encontrar de forma fácil matérias sobre os seus temas de interesse (como essa);
  2. Faça cursos online: muitas pessoas que hoje em dia atuam no mercado digital vendem cursos sobre como fazer investimentos. Normalmente, esses cursos são voltados para diversos públicos e, sendo assim, você facilmente algum que seja para iniciante e que tenha uma didática fácil para que você possa aprender tudo o que você precisa saber antes mesmo de começar a investir;
  3. Leia os livros sobre o tema: apesar de a internet ser um mundo mágico, nem sempre ela é capaz de aprofundar a explicação tão bem quanto um livro e isso acontece por diversos motivos que não vem ao caso. Sendo assim, algumas dicas de leitura são:
  • “Bitcoin: A moeda na era digital” do autor Fernando Ulrich (está disponível em português e explica em detalhes como essa moeda surgiu e como ela funciona);
  • “A era da Criptomoeda” dos autores Michael J. Casey e Paul Vigna (este livro fala sobre os impactos do Bitcoin e da Blockchain na economia do mundo);
  • “Mastering Bitcoin” do autor Andreas M. Antonopoulos (este livro explica de forma simples o que você precisa saber sobre a criptomoeda, por exemplo, ele fala o que é Bitcoin, qual é o objetivo por trás dessa moeda e como você pode fazer para comprá-la);

Como investir em Bitcoin?

Como dito anteriormente, o Bitcoin é uma moeda virtual e quase qualquer pessoa pode fazer negócios utilizando ela como moeda. Nesse contexto, o “quase” diz respeito ao fato de que você, para fazer essa transação comercial, precisa da ajuda de outras pessoas, no caso, uma “corretora” que trabalha com a negociação desse tipo de ativo financeiro ou de alguém que já comprou o Bitcoin da corretora e que está passando para você.

Nesse contexto, especialmente se você nunca investiu em Bitcoin na vida, é ideal que você procure por uma corretora para que ela faça essas negociações com você. Isso porque, tendo em vista que é um mercado não regulamentado pelo Banco Central, uma corretora pode te oferecer um pouco mais de segurança do que uma negociação feita com um comprador informal.

Sendo assim, antes de mais nada, pesquise a reputação das corretoras conhecidas. Depois que você escolher qual é a melhor corretora do mercado na sua opinião, faça o seu cadastro no site ou na plataforma da empresa e pronto, você já pode começar a movimentar a sua carteira comprando e vendendo Bitcoins de forma fácil, rápida e com apoio de profissionais especializados, além de poder fazer lucros através desse ativo financeiro.

Publicidade