Zox na Mídia

Notícias

Auxílio Gás será ampliado para mais 11 milhões de beneficiados

Publicado

em

O Auxílio Gás é um benefício criado pelo governo federal para minimizar o impacto da alta inflação sobre os mais pobres. Com um aumento de quase 37% só em 2021, a ANP não descarta um novo aumento em 2022. Aprovado em dezembro de 2021, o benefício garante 50% do valor do botijão de GLP de 13kg e será pago juntamente com a mesa Auxílio Brasil, creditada através do Caixa Tem.

Atualmente, 5,58 milhões de famílias receberam benefícios em fevereiro deste ano. Seguindo a ordem de lançamento do Auxílio Brasil, o novo calendário vai até o dia 25.

O governo se ofereceu para incluir novos pagamentos aprovados para cada novo pagamento. A meta é pagar o vale-gás a todos os beneficiários do Auxílio Brasil (18 milhões de pessoas) até setembro de 2023.

Vale do Gás será ampliado

Enquanto o governo federal ainda não acertou em cheio na expansão da ajuda ao gás natural, o Congresso está trabalhando em uma proposta para expandir os benefícios para 11 milhões de pessoas. A proposta, apresentada pelo senador Jean Paul Prates (PT/RN), introduziu as discussões sobre os preços dos combustíveis no Brasil no relatório.

Enquanto não houver votação, Auxílio Gás provavelmente permanecerá reservado para cerca de 5 milhões de beneficiários. Portanto, mesmo que a pessoa preencha os requisitos, existe a chance de ser excluída por falta de recursos processuais.

Veja também:
FGTS 2022: Descubra como receber e como fazer o saque
Abono Salarial: trabalhadores nascidos a junho já começaram a receber
INSS: 11 mil pessoas serão beneficiadas em maio; veja como consultar

Quem tem direito ao Auxílio Gás?

As famílias que desejam receber assistência de gás natural do governo federal não precisam se inscrever no programa, mas devem fazê-lo no Cadastro Único. Os benefícios serão pagos aos seguintes grupos:

Famílias cadastradas no Cadastro Único com renda per capita mensal menor ou igual a meio salário mínimo (R$ 606), inclusive aquelas beneficiadas pelo esquema de transferência de renda implementado pelos três poderes do governo; e

Os familiares moram no mesmo domicílio e recebem benefícios continuados (BPC), independentemente de estarem cadastrados em cadastro único ou não.

Para selecionar as famílias que participarão do programa Auxílio Gás, o governo classificará os beneficiários de acordo com os seguintes critérios:

Dados atualizados do Cadastro Único dos últimos 24 meses;

menor renda per capita;

ter mais membros da família;

beneficiários do programa Auxílio Brasil; e

Os registros são confirmados pelo gerente usando dados de pesquisa (se disponíveis).

O Ministério da Cidadania destacou que as verificações de registro e elegibilidade serão realizadas a cada dois meses. Portanto, mesmo que uma família tenha sido aprovada para pagamento, os benefícios ainda podem ser bloqueados, suspensos ou cancelados se os dados forem inconsistentes ou a família não atender mais às regras do programa.

Quando é o próximo pagamento de assistência de gás?

O depósito do benefício ocorrerá juntamente com o pagamento do Auxílio Brasil e, portanto, seguirá o mesmo cronograma.

Os valores serão emitidos na ordem do último dígito do NIS e pagamentos de benefícios sociais. Após os pagamentos de janeiro e fevereiro, o próximo deve ser apenas em abril, já que o governo confirmou que os pagamentos serão bimensais a partir de agora.

Auxílio Gás: Registro Automático

A inscrição no Auxílio Gás é automática, mas depende de o requerente estar inscrito no CadÚnico e cumprir pelo menos um dos seguintes requisitos:

domicílios cuja renda não ultrapasse metade do salário mínimo per capita;

Domicílios com pessoas recebendo Benefício de Prestação Continuada (BPC);

chefe de família feminina.

O Auxílio Gás pode ser utilizado através do aplicativo Caixa Tem (Android e iOS) ou sacado através do Cartão Cidadão.

O governo federal ainda não decidiu expandir a ajuda de gás devido à falta de financiamento. Enquanto isso, o Congresso aprovou uma proposta para expandir os benefícios para 11 milhões de pessoas.

O senador Jean Paul Platts (PT-RN) incluiu a ideia em um relatório de projeto que discute os preços dos combustíveis no Brasil. Portanto, caso o texto seja aprovado, é possível ampliar os benefícios. Por enquanto, as votações na Câmara e no Senado sobre o assunto foram adiadas.

Auxílio Gás provavelmente ficará reservado para cerca de 5 milhões de beneficiários enquanto não houver votação. Portanto, mesmo que a pessoa preencha os requisitos, existe a chance de ser excluída por falta de recursos empregados, onde trara otimos beneficios para todos.

Publicidade