Zox na Mídia

Criptomoeda

Passos para você escolher a melhor corretora de criptomoeda

Publicado

em

A corretora de criptomoeda é uma empresa, mais especificamente uma plataforma eletrônica especializada no intermédio de compra e venda de criptomoedas, entre compradores e vendedores. A empresa que atua como corretora de criptomoeda, também é denominada como exchanges, e asseguram que as partes intermediadas recebam o que foi acordado entre ambos.

Além disso, a corretora de criptomoeda se assemelha a uma corretora tradicional, pois faz o intermédio de compra e venda, e recebe o pagamento pelo seus serviços. Mas, no mercado atual são encontrados muitos golpes e empresas irreais, por isso, é importante estar atento e realizar alguns passos para encontrar a melhor corretora de criptomoeda. Não sabe como fazer isso? Não se preocupe, te ajudaremos.

Veja também:
Descubra se investir em bitcoin vale a pena ou não
Cartão de crédito BV Elo Grafite – Tire todas as suas dúvidas
Descubra tudo sobre o Cartão de crédito BTG+ Opção Básica

Corretora de criptomoeda: do que se trata?

Corretora de criptomoeda se trata de uma plataforma eletrônica, que possibilita a venda e compra de criptoativos como tokens e moedas digitais. Além disso, a corretora de criptomoeda também é denominada exchanges e conectam vendedores a compradores, assim como garantem que ambas as partes receberão o que foi acordado.

As corretoras de criptomoedas também são a maneira mais segura de comprar e vender criptomoedas, visto que, os investidores podem negociar diretamente entre si, e realizar transações de criptoativos, porém, o comprador paga de forma antecipada pelas criptomoedas, e não conhece o vendedor, que pode ser alguém não confiável. Essa transação direta entre usuários chama-se P2P, e o comprador não consegue rastrear a origem do recurso, o que aumenta os riscos de negociações diretas.

Sendo assim, para evitar esses problemas, a corretora de criptomoeda é a forma mais segura e indicada de comprar e vender moedas digitais, uma vez que as mesmas atuam como corretoras tradicionais, cobram taxas pelos seus serviços, liquidação e intermédio, mas asseguram que as operações sejam realizadas de acordo com a legislação vigente e de maneira idônea.

Como negociar em um corretora de criptomoeda?

Existem duas formas de negociar em uma corretora de criptomoeda, a primeira é através do mercado, nesse sentido, o usuário deposita dinheiro na conta da empresa para ter saldo na conta pessoal da plataforma, em seguida, pode negociar a compra e venda das criptomoedas que a corretora de criptomoeda negocia. Por último, o usuário escolhe o número de criptoativo desejado e confirma a operação.

A segunda forma é através de ordens limitadas, nesse sentido, o usuário programa suas ordens de venda ou de compra, e quando chega ao valor que ele deseja comprar ou vender ocorre a compra ou venda automática.

Dicas para encontrar a melhor corretora

Escolha uma corretora de criptomoeda no país que você está negociando suas criptomoedas

O primeiro passo para escolher um corretora de criptomoeda é analisar a localização, pois a legislação sobre os criptoativos podem ser distintos, de acordo com cada país. Por isso, é necessário escolher uma corretora de criptomoedas no país que você deseja negociar moedas digitais.

Os brasileiros podem escolher as seguintes corretoras: Mercado Bitcoin criada em São Paulo, no ano de 2013; Ripio criada na Argentina em 2013 e FoxBit criada em São Paulo em 2014.

Verifique a existência da corretora de criptomoeda

Analise o CNPJ, quadro societário, endereço, pesquise dados sobre a empresa para verificar a existência da corretora de criptomoeda, e não cair em golpe.

Verifique que tipo de investidor você é

É necessário verificar o tipo de investidor que você é para que escolha uma corretora de criptomoeda, de acordo com sua preferência, por exemplo, se você deseja investir em Bitcoin a longo prazo, não tem lógica contratar uma corretora que negocie apenas com altacoins.

Mas, se você deseja investir em altacoins, precisa analisar o número de altacoins que a corretora negocia, o valor, as taxas.

Determine os ativos que te interessam

O Bitcoin é a criptomoeda mais conhecida, consequentemente, os novos investidores aplicam nesse ativo, e se você iniciou nesse mercado recentemente, comece investindo em bitcoin e avance quando estiver preparado e com os conhecimentos necessários.

As corretoras de criptomoeda precisam volume de cada moeda ou de liquidez para ofertá-la, sendo assim, determine previamente os ativos que te interessam e que você deseja investir, negociar, para escolher a melhor corretora de criptomoeda.

Algumas corretoras confiáveis e sólidas no mercado, que possuem uma grande diversidade de criptoativos, ou altacoins são: Binance US, Binance e Bittrex Global.

Analise o método de pagamento e taxas pagas

O método de pagamento utilizado, se relaciona diretamente as tarifas pagas pelo investidor. Geralmente, o método de pagamento mais simples é o cartão de débito e crédito, porém são os que conta com taxas mais altas.

As taxas são variáveis de acordo com a corretora de criptomoeda escolhida, podem ser cobradas por meio de uma moeda fiduciária ou em Bitcoin e incluem:

  1. Taxas de conversão: são ganhos pela corretora de criptomoeda e variáveis, pois dependem do método de pagamento utilizado pelo investidor;
  2. Taxas de “maker” e “taker”: são ganhos pela corretora de criptomoeda, sendo calculadas como uma porcentagem de venda ou compra, e é baseada, normalmente no volume de negociações dos 30 últimos dias. As taxas taker são mais altas, uma vez que tomam liquidez do mercado, e as taxas maker são mais baixas, uma vez que acrescentam liquidez ao mercado;
  3. Taxas de rede:  garantem que a transação seja processada por mineradores rapidamente.

Verifique a liquidez

Analise o número de negociações da corretora de criptomoeda, pois se ele for elevado indica que diversos usuários utilizam a plataforma para venda e compra de criptoativos, e quanto maior o número de negociações, melhor a liquidez da plataforma. 

Se atente aos períodos de transações

É necessário estar atento aos prazos de saques e depósitos em reais ou criptomoedas, oferecido pela corretora de criptomoeda, para optar pela opção que se encaixa com seu perfil e estratégia.

Escolha uma corretora segura

É necessário que a corretora de criptomoeda escolhida proporciona proteção e segurança contra ataques e invasões da hackers. 

Atualmente, sabe-se que corretoras de criptomoeda descentralizadas, ou seja, aquelas que assumem a custódia dos ativos dos usuários, pois atua sem uma autoridade central portando essa custódia, são seguras, visto que não armazena os ativos nas carteiras da corretora, e assim não existe o que hackear. Além disso, a corretora de criptomoeda descentralizada simplifica a negociação ponto a ponto. 

Verifique se a corretora de criptomoeda utiliza o procedimento 2FA

O procedimento 2FA é a autentificação de dois fatores, nesse sentido, se trata de um procedimento de segurança para transações online e funciona do seguinte modo: o 1º fator é pedir a senha cadastrado pelo usuários, e o 2º fator pode ser a impressão digital, token, código mandado por meio do SMS, reconhecimento facial e mais.

Além disso, conheça a corretora de criptomoeda que você contratará, se a mesma é idônea e se possui uma Política de Prevenção à Lavagem de Dinheiro e Financiamento ao Terrorismo.

Determine se deseja investir em contratos futuros

Contratos futuros são acordos de venda compra de um ativo, por um valor fixo e um prazo posterior. Dessa forma, os contratos futuros contam com alta alavancagem, ou seja, os aplicadores não precisam investir 100% de valor do contrato quando realizam a abertura de uma posição, visto que investem um valor inicial. Lembrando que é necessário compreender bem esse investimento, pois apesar da alavancagem ser atrativa, tanto o investidor pode lucrar bem, quanto ter altos prejuízos.

Publicidade